Monday, September 05, 2005

Resumo do Livro: Novas tecnologias e mediação pedagógica

Resumo:

Novas tecnologias e mediação pedagógica – 8ª. Edição - Editora Papirus
Autores:
José Manuel Moran
Marcos T. Masetto
Marilda Aparecida Behrens

Os autores, oferecem uma introdução à telemática e à informática na educação.

Na atual conjuntura, vemos a rapidez com que a informação flui e dos investimentos envolvidos em tecnologias telemáticas de alta velocidade para conectar alunos e professores no ensino presencial e a distância. Estes “novos” recursos não vem para melhorar o ensino ruim e sim, para melhorar aquele que já é bom. Não basta investir em tecnologia sem critério e sem um objetivo pedagógico.

Cita o autor, que o ensino é, em geral, muito mais problemático do que o divulgado. Mesmo nas melhores universidades temos muitas desigualdades nos cursos, metodologias, forma de avaliar, projetos, infra-estrutura, etc.

As tecnologias trazem muitas possibilidades, mas se ensinar dependesse só de tecnologias, nos já as teríamos. Ensinar e aprender sempre foram os grandes desafios, e, agora, são potencializados pela era do conhecimento, a qual vivemos.

Para termos um ensino de qualidade, precisamos de instituições inovadoras, com projetos pedagógicos coerentes, com infra-estrutura adequada, tecnologias acessíveis, com docentes bem qualificados e motivados, assim como alunos, também motivados.

As informações são processadas de várias formas, das quais podemos salientar: Seqüencial, Hipertextual e Multimídica.

Na sociedade atual, em virtude da rapidez que temos que agir e pensar, cada vez mais utilizamos o processamento multimídico, sendo a televisão o seu principal difusor, pois desde pequenos somos acostumados com vários canais sensoriais e linguagens simultâneas. Porém, segundo o Prof. Moran, “a avidez por respostas rápidas, leva-nos a conclusões previsíveis, a não aprofundar a significação dos resultados obtidos,..., que não chega a transformar-se em conhecimento efetivo”.

O professor, como mediador do conhecimento, deve descobrir as competências dos alunos em sala de aula e que contribuições podem dar ao curso, sem obrigá-los a seguir um projeto fechado de curso. Com um programa flexível e participativo podemos construir novos meios para atingirmos uma aprendizagem efetiva e de qualidade.

Uma das principais tarefas da educação é ajudar a desenvolver tanto o conhecimento de resposta rápida como o que precisa de pesquisa e reflexão.

Uma importante parte da aprendizagem acontece quando conseguimos integrar todas as tecnologias, as telemáticas, as audiovisuais, as textuais, as orais, musicais, lúdicas, corporais.

O autor, elenca com propriedade, as múltiplas formas de utilização dos recursos tecnológicos em sala de aula, dando dicas importantes para que estes recursos tragam efetivo aprendizado para os alunos. Os recursos abordados: televisão, televisão e vídeo (iniciar por vídeos mais simples, vídeo como: sensibilização, como ilustração, como simulação, como conteúdo de ensino, como produção, como expressão, integrando o processo de avaliação, vídeo-espelho e dinâmicas de análise da televisão e vídeo), computador e Internet (criação de página na Internet, ponto de encontro na página para os alunos, fórum, aulas-pesquisa, etc).

3 Comments:

At 5:04 PM, Blogger Deb said...

Interesting! Deb Nutrition

 
At 12:03 PM, Anonymous Yago said...

Me ajudou muito""

 
At 3:01 PM, Anonymous sidneia silva said...

I like more.

 

Post a Comment

<< Home